terça-feira, 2 de abril de 2013

Empate no principado e festa bávara


          Abrindo a fase de quartas de final da UEFA Champions League, o Paris Saint Germain recebeu o todo poderoso e motivado Barcelona. Apesar do favoritismo catalão, o PSG foi aclamado por sua fanática torcida desde o princípio e não deixou a desejar, lutou contra o Barça do início ao fim e vimos um belo espetáculo.
Clima de paz entre os compatriotas Messi e Lavezzi. (Gavelle/Tribuna do Cisco)
        Ancelotti mandou todas as suas estrelas para campo e nomes como Lavezzi, Lucas, Beckham e Pastore foram todos encaixados no onze inicial. O Barcelona voltou ao trio de ataque formado por Sánchez, Villa e Messi. Com um ataque fulminante, o time de Tito Vilanova abriu o placar, a bola sobrou para Daniel Alves que fez a mais bela assistência da atual Liga dos Campeões, um lindo passe de trivela para um Lionel Messi livre que não perdoo, 1 a 0. Messi esse que sofreu um corte profundo no joelho e não voltou para o segundo tempo.
        Na segunda etapa, o PSG voltou mais ligado, Thiago Silva fez sua melhor partida com a camisa azul e mal deixou o ataque do Barcelona trabalhar. Foi perseverando que o Paris conseguiu igualar o placar e numa bela cobrança de falta, Thiago Silva subiu mais que todos e cabeceou com perfeição, porém graças a um capricho do destino, a bola seguiu para a trave e no rebote Ibrahimovic, em posição irregular, empatou a peleja.
        Um minuto depois, Alexis Sánchez ficou cara a cara com o goleiro Sirigu, tentou driblar o italiano e acabou derrubado, pênalti claro para o time culé. Sem Lionel Messi, Xavi chamou a responsabilidade e recolocou o Barcelona na frente. Quando tudo parecia definido, o PSG foi em busca da honra, a bola foi lançada para Ibra que levantou na medida para Matuidi chutar e contar com um desvio crucial que enganou Valdés e deixou tudo igual no Parque dos Princípes.
        Com o empate por 2 a 2, o confronto ainda está em aberto, parisienses e catalães precisarão ralar bastante para conseguir a vaga entre os 4 melhores da Europa, o bicho vai pegar no Camp Nou.
        Na Allianz Arena, o Bayern de Munique, embalado pela goleada por 9 a 2 contra o Hamburgo pela Bundesliga, recebeu a sólida Juventus no grande clássico da fase de quartas de final da Liga. Diferentemente das outras partidas, a Juve começou muito nervosa e num inacreditável erro tripo de Pirlo, Vidal e Buffon, o Bayern abriu o marcador, Alaba mandou de muito longe e o goleiro italiano aceitou, tudo bem que foi graças a um desvio no meio do caminho, todavia o conjunto da obra resultou na falha da Velha Senhora.
Muller amplia e o Bayern coloca a mão na semifinal. (Fox Sports/Tribuna do Cisco)
        Os Bávaros já estavam na frente, mas sabiam que precisava no mínimo de mais um golzinho para ter uma certa folga no jogo de volta. Fazendo um jogo muito bom, o Bayern pareceu realmente ter esquecido a má atuação diante do Arsenal e mal deu chances para uma enfraquecida Juventus.
        Na segunda etapa, a bola foi lançada na área e Mandzukic recebeu em posição ilegal, um erro inadimissível que resultou no gol do sempre eficiente Thomas Muller, 2 a 0 para o Bayern e festa na Bavária. O time de Jupp Heynckes tem uma certa folga para o jogo de volta, mas terá de manter a seriedade para não ser surpreendida no duelo de volta em Turim.