quarta-feira, 10 de abril de 2013

Eis que sobram quatro

Felipe Santana entra para a história do Dortmund marcando o gol salvador. (AFP/Tribuna do Cisco)

Galatasaray 3 x 2 Real Madrid: No jogo mais decidido de todos, o Real Madrid foi até a Turquia enfrentar o Galatasaray. O jogo foi duríssimo, o time turco mandou muito bem, muito graças a seus craques Sneijder e Drogba. Para garantir logo a classificação merengue, Cristiano Ronaldo abriu o placar, deixando desanimada a fanática torcida do Galatasaray.
Ronaldo, o artilheiro da Liga.
(Getty Images/Tribuna do Cisco)
O Galatasaray sabia que a classificação era quase impossível, porém foi a luta em busca de deixar a competição com honra. Eboué mandou um lindo petardo e empatou a partida, para a alegria da torcida. Sneijder recebeu a bola, de primeira, colocou entre as pernas de Varane e virou para os turcos, lindo gol do craque holandês.
Para piorar a situação do time espanhol, Didier Drogba marcou de letra e deixou a Turquia em estado de êxtase, foi um belo espetáculo. Mourinho levou um baita susto, mas sabia que seu elenco não o deixaria na mão e num bom contra-ataque, Benzema contou com a sorte e passou para Cristiano Ronaldo, o artilheiro da Liga dos Campeões não perdoo e decretou a classificação madrilhenha, foi só, 3 a 2 para o Galatasaray que deixa Champions com o dever de missão cumprida.

Borussia Dortmund 3 x 2 Málaga: No duelo das sensações da Liga, o Borussia Dortmund recebeu o Málaga e assombrou o rival espanhol com um mosaico impressionante, contudo foi surpreendido com o belo futebol apresentado pelo time espanhol. Júlio Baptista tocou, a bola foi e voltou para os pés de Joaquín, que limpou bonito e mandou no canto do gol alemão. O Borussia recuperou a bola no ataque do time espanhol, em uma belíssima trama, a bola passou pelos pés de todo o meio campo até chegar ao ataque, Marco Reus, com um lindo passe de letra, deixou Lewandoski na cara do gol, o polonês driblou o Caballero e empatou a partida.
Belíssimo mosaico apresentado pela Muralha Amarela. (AFP/Tribuna do Cisco)
O jogo estava muito difícil, devemos sempre exaltar as atuações dos dois goleiros, Caballero e Weidenfeller fizeram bonito e por pouco não tomaram mais gols, por pouco. Júlio Baptista, que fez um partidaço, tocou para o gol e Eliseu completou para deixar o Málaga com a mão na vaga. Entretanto com muita força e determinação, o Borussia se lançou ao ataque em busca do impossível. Subotic tocou para Felipe Santana, o brasileiro foi travado, mas a bola sobrou para Marco Reus, que não desperdiçou e empatou o jogaço.
No último lance da partida, a bola foi lançada para a área do Málaga, lembrando que o time espanhol estava se classificando com o empate, aos trancos e barrancos a bola sobrou para um Felipe Santana em posição irregular, o gol foi validado e o brasileiro entrou de vez para a história do time alemão, classificado para a semifinal da Liga dos Campeões da Europa.

Mandzukic garante a classificação dos Bávaros.
 (AP/Tribuna do Cisco)
Juventus 0 x 2 Bayern de Munique: No grande clássico da rodada, o Bayern não deu chances para a Juventus, venceu em casa com autoridade e venceu fora com mais autoridade ainda. Tocou a bola, esperou pela Juve e liquidou a fatura. Jupp Heynckes vai deixar muitas saudades no clube bávaro, o técnico não pode se aposentar, é um desperdício de talento e ele sabe disso.
Buffon foi um dos pontos negativos da Velha Senhora na fase de quartas de final, o goleiro falhou tanto na ida quanto na volta e numa cobrança de falta, o goleiro italiano espalmou para frente e viu Mandzukic abrir a porteira para os alemães.
Desanimados com o gol sofrido, a Juventus já se dava por vencida e pouco criou na partida e nos instantes finais da partida, Schweinsteiger deixou Pizarro na cara do gol e o peruano deu números finais ao jogo, Bayern classificado e muito favorito ao título 2, Juventus 0.

Barcelona 1 x 1 PSG: No jogo que não teve vencedor, o Barcelona levou a melhor para cima do jovem milionário Paris Saint-Germain, tudo isso graças aos gols marcados no Parque dos Príncipes em Paris. O Paris começou a partida muito bem, com uma postura para frente e não dando muita bola para o favoritismo catalão.
Lionel Messi deixou o campo machucado no jogo de ida, por isso começou a partida de volta no banco de reservas. Sem Messi, o Barça parecia estar sem um suporte, a dependência pelo argentino é visível. No lado francês, os brasileiros Alex e Lucas fizeram uma grande partida, Pastore e Ibra também arrebentaram.
No primeiro tempo, as chances não passaram de ameaças e as equipes voltaram para a segunda etapa com muito mais objetividade. Num ótimo contra-ataque, Ibrahimovic botou Pastore para correr e o argentino deu uma de Messi, correu e tocou no canto de Valdés, 1 a 0 para os franceses, surpreendendo a todos.
Messi entra em campo e salva o Barcelona. (Barcelona/Tribuna do Cisco)
Preocupado com placar, Vilanova colocou Messi em campo e viu o Barcelona sofrer uma transformação absurda, um passe mais preciso, um controle de bola diferenciado, esse é Lionel Messi. O argentino começou a jogada que resultou no golaço de Pedro, 1 a 1 e a classificação estava assegurada.
Foi uma boa participação do Paris na atual edição da Liga dos Campeões, uma temporada de experiência e que agora deve focar no título da Ligue 1, para que na próxima temporada, o time volte mais focado e maduro para almejar coisas maiores. O Barcelona está na semifinal pela sexta vez consecutiva e mais uma vez, é favorito ao título.

O sorteio para os confrontos das semifinais é algo inédito na história da UEFA Champions League, todavia dará mais emoção a competição, que já é o maior torneio de futebol do planeta e cada vez mais nos encanta.