quarta-feira, 24 de abril de 2013

Alemães 2 x 0 Espanhóis


Seguindo a fase de semifinal da Liga dos Campeões o Borussia Dortmund recebeu o Real Madrid, o time alemão queria vencer os espanhóis e dá a resposta ao Bayern de Munique (que goleou o Barcelona por 4 a 0 na noite de ontem). O Real tentou tirar o máximo de proveito do jogo em Dortmund, para assim conseguir uma boa vantagem para o jogo de volta em Madri.
Gigante polonês dá show e Dortmund fica próximo da final. (ESPN/Tribuna do Cisco)

O jogo começou com um Borussia fulminante, colocando uma pressão que assustou Mourinho e companhia, a pressão foi tão grande que o aurinegro logo chegou ao gol, numa bela jogada de Mário Gotze (o novo contratado do Bayern de Guardiola) que cruzou e viu o gigante polonês Lewandowski ganhar de Pepe e empurrar para o gol, 1 a 0 para os alemães.

Assim que o gol saiu o Dortmund tentou manter a pressão, manteve em certo ponto, mas o Real acordou e começou a tocar mais a bola, a jogar pelas laterais, principalmente pela esquerda com um Fábio Coentrão muito eficiente e um Cristiano Ronaldo brilhante como sempre. Os madrilenhos tiveram grandes chances na bola parada, porém Weindfeller fez boas defesas, o goleiro é um dos grandes destaques do time alemão.

Com a vantagem no marcador o Dortmund tocava mais a bola, apesar de correr muito perigo pois tocava muito arriscado e o Real foi chegando, muito semelhante a jogada de futebol americano, foi encurralando e empurrando o time alemão até sua área, como se fosse ultrapassando jardas. A luta do time de Mourinho foi recompensada graças a uma falha bizarra do ótimo zagueiro Hummels, em vez de isolar, o defensor tentou meio que um domínio e viu a bola fugir de seus pés, a bola sobrou livre e solta para Higuaín que tirou Weindenfeller de combate e tocou para Cristiano Ronaldo, sem goleiro, o português escorou para o gol e empatou a peleja. A Falha grotesca pode ter colocado em risco a campanha do Borussia na Liga dos Campeões.

Ronaldo se assusta com a Muralha Amarela.
 (Getty Images/Tribuna do Cisco)
A segunda etapa começou com um Real Madrid cochilando, mas dormindo e tendo um pesadelo, o que cooperou para esse pesadelo foi o grande Lewandowski. Logo aos 4 minutos, Reus fez boa jogada e chutou cruzado, a bola desviou nos defensores espanhóis e a bola sobrou para o artilheiro polonês, o craque não perdoo e deixou o Dortmund na vantagem novamente, 2 a 1, os jogadores do Madrid reclamaram muito, mas o gol foi legal.

O fogo do Dortmund não parou mais, todo o elenco jogando com o coração na boca, o Real estava perdido e só restava aplaudir, um bate rebate e a bola sobrou para o lateral Schmelzer chutou, mais uma vez a bola desviou e sobrou para o predestinado Robert Lewandowski dominou, ajeitou e mandou uma bomba, 3 a 1 para o Dortmund com 20 minutos de segundo tempo.
Mourinho estava perplexo com o desempenho do seu time e lembrava o seu maior rival no jogo de ontem, pelo visto, o técnico português não conseguiu levar o Real ao título da Liga, fracasso do treinador e a seca do time de Florentino Pérez continua. Para piorar a situação espanhola, o Dortmund continuou perigoso e embalado pela apaixonada Muralha Amarela conseguiu chegar na área branca, Marco Reus mal dominou e foi derrubado por Xabi Alonso na área, pênalti claro que o árbitro marcou. Lewandowski, embalado pelo hat-trick chamou a responsabilidade e mandou uma bomba no meio do gol, sem chances para Diego López, 4 a 1 e show amarelo.

Lewandowski fez chover na Alemanha.
(Reuters/Tribuna do Cisco)
Enquanto Klopp extava em estado de êxtase, Mourinho penava e frustrado, mandou Kaká, Di María e Benzema para o jogo, os trio nada fez e o Dortmund manteve o bom futebol até o fim, quase marcou bonito com Gundogan, mas a muralha Diego López salvou o Real desse e de outros vários lances, foi o fim da jornada no Signal Iduna Park, a goleada foi alemã.

O resultado deixa o Borussia em uma posição bastante favorável, pode perder por até dois gols de diferença para voltar a final da UEFA Champions League, o Real vai ter que trabalhar muito para fazer um jogo impecável na próxima terça, o grande problema é que o time tem um clássico contra o Atlético de Madrid pelo Campeonato Espanhol no fim de semana, um trabalho duríssimo para Ronaldo e companhia.