sábado, 16 de março de 2013

Brasil na América: 5° Episódio

Caracas festeja na Venezuela. (Getty Images)

Caracas 2 x 1 Grêmio: Seguindo a quarta rodada do grupo 8 da Libertadores, o Grêmio foi a Venezuela enfrentar o Caracas, o time da casa ainda estava de luto pela morte do líder político do país, Hugo Chávez, já o Grêmio, que havia vencido o Caracas na Arena, precisava da vitória para retomar a liderança do grupo.

O gramado estava realmente péssimo, mas não dá para usar isso como desculpa e os Imortais foram ao ataque, André Santos cruzou na cabeça de Elano, que não decepcionou e abriu o placar para o tricolor gaúcho. O Grêmio continuou bem melhor na partida, não parecia que o Caracas estava vivo no jogo, mas o castigo veio no fim do primeiro tempo, quando o Caracas tinha uma falta a seu favor. Após a cobrança, a bola sobrou para Peña, que mandou uma bomba no canto do gol de Dida, foi o empate venezuelano.
Cabisbaixo depois de tomar o gol de empate, o time de Luxemburgo não conseguiu desempenhar o mesmo bom futebol da primeira etapa e acabou tomando a virada. Por volta dos 20 minutos do segundo tempo, Cure cruzou rasteirinho e Farias não perdoo, foi o momento crucial da etapa final, 2 a 1 para o Caracas.
Foi a segunda derrota do Grêmio na Taça Libertadores, derrota que o mantém em segundo lugar do grupo 8, atrás apenas do Fluminense, na próxima semana, o clássico brasileiro tempera a rodada da Libertadores.

Corinthians 3 x 0 Tijuana: Depois de tirar a invencibilidade do Timão na Libertadores, o Tijuana se aventurou e tentou surpreender o Corinthians no Pacaembu, que enfim, lotado, foi o grande diferencial da partida. Durante o jogo, quem se destacou mesmo foi o meia Renato Augusto, que numa exibição de gala, mostrou a que veio. No primeiro gol do Corinthians, o camisa 25 recebeu um bom passe de Alessandro e mandou uma bomba no gol mexicano, todavia a bola bateu no travessão e sobrou para Pato, que não desperdiçou, 1 a 0.
As estrelas deram um show no Pacaembu. (ESPN)
O Timão era muito melhor e o segundo gol foi marcado pelo seu artilheiro Paolo Guerrero, que só viu a bela jogada de Renato Augusto e esperou a bola chegar para encher o pé e ampliar o marcador. No segundo tempo, Paulinho, de cabeça deu números finais a partida.
Com a vitória, o Corinthians se mantém em segundo, mas fica mais próximo de roubar a posição do líder do grupo, o próprio Tijuana, que perdeu os 100% de aproveitamento e o posto de sensação da competição.

Galo é o primeiro time classificado na
Libertadores 2013. (Fox Sports)
The Strongest 1 x 2 Atlético Mineiro: É hora do show! O galo mineiro vem mandando muito bem na Libertadores e já é o primeiro classificado para a fase de oitavas de final. Ronaldinho, que mais uma vez foi homenageado na Bolívia, fez um bom jogo, vem provando que é o cara da Libertadores.
Mas o primeiro gol veio numa grande jogada de Jô, que sem espaço cruzou na medida para Tardelli empurrar para o gol, 1 a 0. Após o gol, o Atlético continuou muito melhor e por pouco na ampliou a vantagem.
Contudo quem marcou foi o Strongest, Cristaldo chutou de longe e Victor acabou soltando a bola nos pés de Reina, que empatou a partida, é meus amigos, goleiro bom também erra. No segundo tempo, o galo cadenciava o jogo, esperou a hora certa para decidir, entretanto o Atlético conseguiu o gol da classificação no cruzamento de Serginho e Mendez desviou para sua própria rede, 2 a 1 e classificação na mão.
O Atlético só cumpre tabela nas próximas rodadas, porém vai tentar manter o pique para ser o primeiro lugar geral da primeira fase da Libertadores.

Osvaldo lamenta a derrota do São Paulo. (ESPN)
Arsenal 2 x 1 São Paulo: Precisando da vitória, o São Paulo foi a Sarandí duelar contra o Arsenal, tarefa difícil para o tricolor que vem jogando mal. Aos 20 minutos, o volante Ortiz chutou sem chances para Rogério e aumentou a pressão para o lado do São Paulo. O São Paulo se apressou e logo conseguiu o empate, o novo jogador da seleção brasileira, Osvaldo, fez linda jogada e cruzou para Aloísio, que precisou chutar duas vezes para empatar.
O São Paulo foi ao ataque e parecia que a virada ia sair, mas não foi nada disso que aconteceu, num bom contra ataque argentino, o Arsenal voltou a frente com Braghieri que chutou e não deu sopa para o azar.
Mais uma derrota para o São Paulo que faz uma péssima Libertadores e está a perigo na competição, o time agora vai a Bolívia encarar o The Strongest, é a prova de fogo para o tricolor paulista e seu técnico Ney Franco.