domingo, 17 de fevereiro de 2013

Um novo eldorado: PSG se firma no mercado e fisga grandes estrelas

       Há um ano atrás, comecei meus trabalhos com a Tribuna e, é claro que acompanhei toda a compra do Paris Saint-Germain e a tentativa de formação do clube em uma grande potência. O dono do clube, o sheik Nasser Al-Khelaifi, trouxe o maior dirigente brasileiro, muito bem-sucedido, Leonardo topou o desafio. Tudo isso, você pôde ler e poderá reler numa das nossas primeiras postagens, em http://www.tribunadocisco.blogspot.com.br/2012/01/um-novo-eldorado.html

O Parc des Princes e o maior ponto cultural de Paris, a Torre Eiffel. (Site oficial do PSG) 
        Contudo, após esse ano de formação, o time parisiense decepcionou e foi somente vice-campeão francês, perdendo o título para o modesto Montpellier. Bastante frustrado, Leo e Al-Khelaifi prometeram toneladas de dinheiro para tornar o PSG numa máquina... e conseguiram. O time contratou o melhor zagueiro do mundo, Thiago Silva, trouxe também o melhor matador em atividade, Zlatan Ibrahimovic, os dois vindos do Milan. Ainda na terra da bota, o Paris fechou Ezequiel Lavezzi e com uma das maiores promessas italianas, o jovem Marco Verrati, recém campeão da Série B com o Pescara. Van der Wiel e o brasileiro Lucas completaram a lista.
Al-Khelaifi e Leonardo apresentam Lucas. (Reuters)
        Levando as estrelas para o campo, o técnico Carlo Ancelotti teve e ainda tem problemas para fazer o grupo virar um time, pois um dos maiores defeitos da equipe francesa é a falta de coletividade. No primeiro semestre, a equipe rendeu em alguns jogos, inclusive na UEFA Champions League, se classificando em primeiro no seu grupo. Na Ligue 1, o PSG é líder e tem uma ligeira folga.
        Todavia, apesar de estar próximo de reconquistar o título nacional, o PSG não tem uma cara de time, isso poderá custar caro na briga pela Liga dos Campeões, pois quando enfrentar os gigantes europeus, o Paris deverá penar bastante por conta da falta de coletividade, tudo bem que com a chegada de Lucas, o clube demonstrou uma grande melhora.
        Tentando amenizar e corrigir essa grave falha, Leonardo foi ao mercado e contratou o experiente inglês David Beckham. Mesmo ainda não tendo estreado, Beckham deverá ser muito últil, inclusive na Liga dos Campeões. O PSG venceu o jogo de ida em Valencia por 2 a 1 contra o próprio Valencia e com a vitória, o time do Leo está bastante próximo da vaga nas quartas. Na volta, Beckham já deve estrear e ajugar o time.
Um pouco do elenco do PSG nessa temporada. (Trivela)
        O fato é que o Paris Saint-Germain enfim conseguiu montar um elenco de estrelas, o primeiro passo foi dado e o time conquistará a Ligue 1, o dono terá lucro e conseguirá maiores investimentos para as próximas temporadas e brigar de vez pela UEFA Champions League. Contudo, precisará olhar para o vestiário, será que Carlo Ancelotti terá força suficiente para domar o elenco estrelado? Um grande exemplo é o Manchester City, iludido pelo título da Premier League, o clube inglês decidiu renovar com o técnico Roberto Mancini e parece retroceder a cada temporada, uma mudança no comando faria o time se reestabilizar. No PSG, o tempo se encarregará de responder.