quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Tudo igual na quarta-feira


         No clássico dos gigantes Real Madrid e Manchester United, as duas equipes fizeram um grandioso jogo, com certeza, de tirar o fôlego. Com uma ligeira vantagem, o Real foi para cima dos Red Devils, que contra-atacavam muito bem, graças a incrível velocidade de Welbeck. Em um desses contra-ataques, o Manchester abriu o placar, numa bola dividida de Van Persie com Varane, a bola foi para escanteio, na cobrança, Welbeck cabeceou com perfeição para o gol de Diego López.
De Gea salvou o United da derrota e sem dúvida, foi o homem do jogo. (AFP)
        Era tudo que Sir Alex Ferguson queria, porém, o Real era superior tanto antes e depois do gol e se lançou ao ataque, com muita habilidade, Ozil tentava pela direita e sempre vencia o lateral Rafael na disputa. Contudo, aos 30 minutos, Di María cruzou e Cristiano Ronaldo foi no segundo andar e cabeceou para igualar o marcador, 1 a 1, o português não comemorou o gol em respeito ao ex clube. No restante do primeiro tempo e durante quase todo o segundo, os anjos brancos levaram vantagem e pressionaram os diabos vermelhos até o fim.
Ronaldo reencontra e abraça o Sir. (Reuters)
        Num lance perigoso, Khedira cruzou e Coentrão empurrou para o gol, mas o acrobata De Gea salvou de maneira maravilhosa, com o pé direito, o jovem goleiro tirou a chance do Real de virar o jogo. Rooney estava muito atrás e marcava muito bem, mas faltava objetividade na frente, por isso, Ferguson sacou o autor do gol Welbeck e colocou Antonio Valencia para brecar as chegadas do Real. Todavia, Van Persie teve duas grandes chances de colocar o Manchester de volta na frente, na primeira, o holandês mandou no travesssão, e no segundo lance, o ex atacante do Arsenal furou feio, mas a bola quase entrou, só não entrou porque Xabi Alonso tirou em cima da linha. Khedira ainda chutou firme, mas De Gea estava impossível, tudo igual no Bernabéu, 1 a 1 e a decisão fica para Old Trafford.
        Na Ucrânia, Shakhtar Donestk e Borussia Dortmund fizeram um jogo equilibrado, mas o time de Donestk falhou em lances que resultaram em gols do Dortmund. Primeiro, Srna marcou de falta, mas o oportunista Lewandowski empatou a peleja. Ainda firme, Douglas Costa marcou um golaço e recolocou o time ucraniano na frente. Entretanto, o zagueirão Hummels cabeceou com precisão para garantir o empate do Dortmund.
Brasileiro Douglas Costa marcou um golaço, mas o Shakhtar
empatou. (Reuters)
        Com os dois empates, os times visitantes levam uma ligeira vantagem pelos gols fora de casa, mais precisamente, o Borussia Dortmund está mais próximo da classificação, isso porque jogará em sua casa, onde o time é quase imbatível. No Teatro dos Sonhos, o jogo será equilibrado, porém, o Manchester joga pelo empate sem gols e por isso, também leva vantagem. O jogo de volta só em março e a Tribuna estará ligada.