quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A nova família



Após a saída conturbada de Mano e a chegada de Felipão, a CBF ganhou tempos de calmaria com o fim de 2012. Contudo, 2013 chegou e a estréia de Luiz Felipe Scolari se aproxima. A lista teve poucas surpresas, uma novidade, alguns retornos e a base do Mano foi mantida, no próximo dia 6, a nossa seleção terá um grande desafio pela frente, o English Team.
E aí, você concorda com a nova Família Scolari? (Net Maniace)
O grande retorno foi logo no gol, Júlio César volta a vestir a camisa do Brasil após anos complicados. Tudo começou com o título da tríplice coroa pela Internazionale, Júlio estava no auge da carreira, tudo dava certo até a Copa do Mundo da África, mais especificamente nas quartas de final contra a Holanda, onde o baixinho Sneijder acabou com o sonho do hexa. O nosso grande goleiro caiu tecnicamente e ainda contou com a péssima fase do time de Milão.
Procurando novos ares, Júlio deixou a Inter e rumou para Londres, para jogar no modesto QPR, contudo, Júlio tem feito boas partidas, o que fez Felipão optar pela volta do goleiro. O que também ajudou Júlio, foi a seca de bons goleiros, muitos tiveram oportunidades e nenhum aproveitou. Junto com Júlio César, Diego Alves também foi convocado, o bom goleiro do Valencia realmente merece a convocação, há tempos que ele vem mostrando ser bom goleiro, por sinal, foi o único goleiro que provou alguma coisa na era Mano.
Nas laterais a primeira baixa, Marcelo ainda não se recuperou da lesão sofrida no ano passado e Scolari optou por convocar Adriano, do Barcelona e Filipe Luís, do Atlético de Madrid, dois jogadores eficientes, mas na técnica, o jovem do Atlético levaria vantagem, porém, o técnico deve levar em conta a experiência e por isso, Adriano deverá começar jogando. Dani Alves foi o único lateral direito convocado, o que na minha opinião é um erro, pois desvaloriza os outros que clamam por oportunidade.
Humilde e com muita elegância,
Dante conquista a Bundesliga. (Reuters)
Na zaga a maior surpresa, trata-se do melhor zagueiro do campeonato alemão, Dante, do Bayern Munchen foi convocado para a surpresa da nação. Todavia, um chamado mais do que merecido, já que Dante arrebentou no Borussia Monchengladbach e com isso, o cherifão foi levado a Munique. Miranda, do Atlético de Madrid também voltou a sorrir, David Luiz permanece na seleção, junto com Leandro Castán.
No meio campo uma outra boa surpresa, os “violentos” ficaram de fora e foram chamados Ramires, Paulinho, Arouca e Hernanes que na minha visão, é um grande nome para o posto de titular, o cara faz com que a Lazio volte a disputar o Calcio de igual pra igual com a Juventus e chama a responsabilidade sempre, é desse tipo de homem que a nossa seleção precisa.
Na frente, Kaká deu adeus, apesar de ter feito boas partidas com Mano, o meia não merece estar na seleção pois mal joga no Real, sempre é especulado para ser dispensado do clube, é uma situação bastante complicada. Ao contrário de Kaká, Oscar só cresce e é com certeza o futuro do nosso futebol, o menino é uma das peças chave do Chelsea na atual temporada, desde sua chegada a Londres, Oscar só evoluiu. Ao seu lado, outro retorno, Ronaldinho Gaúcho, que queimou a língua de muitos no galo mineiro e foi fundamental no vice campeonato brasileiro do clube. Todavia, não acredito que Ronaldinho tenha força para seguir na seleção e fazer um bom mundial, o tempo irá nos responder.
Foi nos tempos de Felipão que Ronaldinho
apareceu para o mundo. (Futebol  Brasileirão)
No ataque, a aposta foi na experiência, Neymar continua e com certeza, segue como nossa maior esperança na copa. Lucas, recém chegado a Paris, também segue na lista, merecidamente, é claro. O menino já parece adaptado ao PSG e já fez bons jogos. Apesar de receber várias críticas, Hulk permanece na convocação, tudo bem, o brasileiro errou em sair de Portugal e ir para a Rússia, porém, o cara era um dos homens de confiança de Mano e marcou gols importantes que o garantiu nessa primeira convocação.
A aposta na camisa 9 foram dois velhos conhecidos, Fred e Luís Fabiano, os dois já provaram que são astros e um dos dois será o nosso homem gol da nova Família Scolari.
A primeira Família foi montada, esses jogadores terão de provar que merecem seguir nas próximas convocações, o caminho será duro, mas a seleção, enfim, parece mostrar uma cara, talvez essa mudança no comando técnico dê certo. Thiago Silva e Marcelo com certeza voltarão na próxima lista. A Inglaterra será a estréia, o palco é o Wembley, um grande evento é claro, contudo, devemos deixar as festividades de lado e focar no trabalho de Scolari, para não acontecer como na segunda passagem de Parreira na CBF, uma bagunça total. É esperar pra ver.

Confira a nova família Scolari:

Goleiro: Diego Alves (Valencia) e Júlio César (Queens Park Rangers) 
Lateral: Adriano (Barcelona), Filipe Luís (Atlético de Madri), Daniel Alves (Barcelona) 
Zagueiro: Dante (Bayern de Munique), David Luiz (Chelsea), Leandro Castán (Roma) e Miranda (Atlético de Madri) 
Volantes: Arouca (Santos), Paulinho (Corinthians) e Ramires (Chelsea) 
Meias: Oscar (Chelsea), Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG), Hernanes (Lazio) e Lucas (Paris Saint-Germain) 
Atacantes: Fred (Fluminense), Luís Fabiano (São Paulo), Hulk (Zenit) e Neymar (Santos)