sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Podíamos ter ficado sem essa


Em pleno 7 de setembro, nada melhor do que ir com a família, ou até mesmo assistir pela televisão um bom jogo da seleção brasileira, errado no quesito bom, em uma péssima exibição, um verdadeiro fiasco, a CBF venceu a África do Sul, por 1 a 0 com gol do recém contratado pelo Zenit, Hulk.

Hulk salva a seleção de um vexame. (Ari Ferreira)
Após vários jogos fora do país, a seleção da CBF voltou a jogar em casa contra uma seleção bastante limitada, o Morumbi recebeu um bom público, que vaiou do início ao fim a fraca apresentação.
Além da apresentação lamentável, o Brasil mostrou sua incapacidade em realizar uma partida de futebol, o jogo atrasou bastante no início e na volta para o segundo tempo. Outra que pecou foi a fornecedora da CBF, que teve duas camisas rasgadas e uma faixa feita com esparadrapo. Se tudo parecia horrível, nada foi mais horrível que o escudo da CBF ao lado das traves, uma aberração mal desenhada, inacreditável.

O jogo:
        Um primeiro tempo fraquíssimo, a CBF pouco criou, com destaques negativos para a péssima partida de Oscar, Ramires, Neymar e Lucas, a bola pouco chegou a Leandro Damião, que teve de escutar gritos de “Luís Fabiano” da torcida.
        Contudo, o time sul-africano era muito limitado, pegava a bola e não sabia o que fazer. Sinceramente, foi um dos piores jogos da seleção nos últimos anos. Esse foi o primeiro tempo.
        Na segunda etada, o jogo melhorou, quer dizer, pior não tinha como ficar. Neymar até que se soltou mais para o jogo, mas, o craque santista simulou tanto, que deixou o campo vaiado. Mais vaiado ainda foi Mano Menezes, que toda vez que se levantava, ouvia uma vaia enorme.
Não foi o dia de Neymar, que foi substituído. (Globo Esporte.com)
        Assistindo a um péssimo futebol, Mano colocou Alex Sandro, Jonas, Paulinho e o nome do jogo, o novo contratado do Zenit, Hulk. Numa cobrança de escanteio, feita pelo o próprio paraibano, a bola foi lançada e sobrou para David Luiz, que chutou para o gol, mesmo sem ângulo, a bola foi espalmada pelo goleiro e sobrou para Hulk, que levantou bonito e chutou melhor ainda, foi o único momento bonito do jogo. Vitória magra de 1 a 0 no Morumbi.
        O próximo encontro da CBF é na próxima segunda, no Arruda, em Recife, o Brasil recebe a fraca China. Até quando a CBF vai colocar adversários ruins e sem história para testar a seleção canarinho? É amigos, se quisermos assistir futebol de alto nível, é migrar para o futebol europeu, uma triste realidade.

PS: Fora Mano! 

           O gol salvador do craque da CBF: