sábado, 11 de agosto de 2012

UFC 150: Mais uma revanche na categoria das revanches.



Bom dia, galera! Entendo que todos devem estar ligados nas olimpíadas (eu, pelo menos, acompanhei o tempo todo os triunfos dos atletas brasileiros) e principalmente na chance do primeiro ouro olímpico. Temos a possibilidade de quebrar um segundo recorde, o de maior número de medalhas de ouro, pois o de número total de medalhas já foi superado com a soma das medalhas de hoje.
Poster Oficial. (UFC.com)

Mas esse post não é sobre olimpíadas, e sim, UFC. Hoje teremos nada mais, nada menos, que a disputa de cinturão da categoria mais acirrada da franquia americana. Ben Henderson, o detentor do cinturão, tentará manter sua invencibilidade no UFC contra o baixinho, mas duríssimo, Frankie Edgar. A primeira luta entre os dois foi um espetáculo de cinco rounds, com um repertório de ataques contundentes para ambos os lados, no fim, o meio coreano acabou levando a melhor.

Há seis meses, esse cinturão estava do outro lado. (MMAweekly.com)
A categoria dos leves tem sido a mais disputada do UFC. Depois de um longo período sob domínio do mito BJ Penn, Bendo é o segundo campeão desde então, o antecessor era exatamente seu adversário. Dana White já anunciou o próximo adversário para o vencedor deste combate, o controverso Nate Diaz (Que fala tanta merda quanto o irmão Nick, não tem metade do talento dele e fuma bem menos maconha.). Eu discordo bastante desta escolha, acho que Anthony Pettis é um adversário bem mais completo, mas não tem o mesmo marketing de uma luta que contém qualquer um dos irmãos Diaz.

Sinceramente, o card poderia ter sido bem melhor. O card premilinar não possui muitos destaques. Dennis Bermudez, segundo lugar no TUF Bisping x Miller, buscará mais uma vitória contra Tommy Hayden. O holandês Michael Kuiper, que varreu todos seus adversários na Europa, tentará provar que pode ser uma referência também nos EUA. Seu adversário é Jared Hamman, que segundo Joe Rogan, tem um queixo de borracha devido sua capacidade de absolver os golpes.  E o mexicano Erik Perez, que é treinado por Greg Jackson, vai enfrentar o americano Ken Stone.

Agora, vamos aos palpites. Estou com um péssimo repertório nas últimas postagens e isso está me incomodando. Na última, meu rating foi 2-5.

JUSTIN LAWRENCE VS MAX HOLLOWAY

Essa será o confronto entre um lutador de 22 anos contra um de 20. Justin Lawrence vai tentar manter sua invencibilidade. Lawrence é um lutador bem equilibrado, com um bom poder de nocaute e um chão muito versátil. Holloway já lutou mais vezes, já conheceu seu primeiro revés e ainda não me convenceu, pois precisa melhorar muito seu jogo de grappling. Acredito que será uma luta dinâmica, mas não merecedora de um espaço no card principal.

PALPITE: HOLLOWAY POR DECISÃO UNÂNIME.

YUSHIN OKAMI VS BUDDY ROBERTS

Okami tem um teste difícil hoje, não necessariamente o seu adversário, mas precisa mostrar que já superou a derrota para Anderson Silva. O japonês perdeu para Boetisch em plena Saitama Arena, uma luta ganha e que foi para o além em um soco. Seu adversário se encaixa perfeitamente no seu jogo de luta, não tão belo, mais eficiente. Buddy Roberts tem uma habilidade muito boa em mudar de posição do chão e tentar aplicar seu conhecido mata-leão. Essa é a chave da vitória para o americano.

PALPITE: OKAMI POR DECISÃO UNÂNIME.

JAKE SHIELDS VS ED HERMAN

Essa luta tem tudo para ser decidida no chão. Jake Shields finalmente volta a lutar na categoria dos médios, cuja foi campeão no Strikeforce. Shields é um grapler já conhecido no mundo do MMA e seu jogo não mudou. Seu adversário, o compatriota Ed Herman também se sente bastante confortável nesse jogo, mas tem um poder de nocaute bem mais contundente que seu adversário. Para Herman, não seria uma má ideia tentar manter a luta em pé.

PALPITE: SHIELDS POR DECISÃO UNÂNIME.

DONALD CERRONE VS MELVIN GUILLARD

(Sherdog.com)
Eu aposto numa grande luta. Gosto muito do estilo de Cerrone, um lutador agressivo que procura sempre não depender dos jurados. Apesar de seu estilo agressivo e de possuir um bom jogo em pé, Cerrone só possui um nocaute na carreira. Mas, sua apresentação contra Nate Diaz foi patética, pois o Cowboy foi aniquilado pelo falastrão. Guillard não deixa nada a desejar no seu boxe e tem um bom background no chão. Creio que na luta não há favorito, mas Guillard leva vantagem em pé e Cerrone no chão.

PALPITE: GUILLARD POR NOCAUTE NO SEGUNDO ROUND.

BEN HENDERSON VS FRANKIE EDGAR

Pesagem oficial. (Sherdog.com)
Agora sim! Essa luta é uma das mais esperadas por todos os fãs do MMA. Bendo é um grande lutador. Completo, agressivo e perigosíssimo. Frankie pode ser até baixinho, mas consegue quedas plásticas e tem um punch poderoso. Se a primeira luta foi muito agitada, imagino que esta não será diferente! É muito difícil imaginar uma vitória de qualquer um deles, pois eles são muito completos, mas acredito que a diversidade de golpes em pé que Bendo possui, pode ser um diferencial para tirar a concentração do seu adversário. Em contra partida, Edgar tem um poder de nocaute maior que Bendo.



PALPITE: BENDO POR DECISÃO UNÂNIME.