quinta-feira, 5 de julho de 2012

Planejamento Fiel


        A Ode à alegria é o tema oficial da Libertadores da América, o Corinthians, numa verdadeira Ode ao futebol, vence o Boca e deixa a fila. Após 103 de história, o timão conquista a Taça Libertadores da América.

Corinthians, campeão da América. ( Nao Acredito)

        Diferentemente dos outros, que falarão da campanha do clube no torneio continental, na Tribuna, falaremos de um planejamento, feito no ano de 2008, ano em que o clube amargurava a segunda divisão do campeonato brasileiro.
        Para ser mais preciso, tudo começou no dia 2 de dezembro de 2007, em partida válida pelo Brasileirão 2007. Era a última rodada, o Corinthians precisava de um milagre e foi até Porto Alegre enfrentar o Grêmio. O milagre não veio e o Timão sofreu o pior baque de sua história.

        
Águas passadas, no ano de 2008 tudo ia 
Andrés, o grande pai da Fiel nesse
grande planejamento. (Cdnieto)
ser diferente no Parque São Jorge, a renda do time iria diminuir, os grandes patrocínios iriam sumir e as contratações seriam a nível de série B. Era ano de eleição, apoiados pela maioria, a oposição vencia uma verdadeira ditadura que o clube vivia e Andrés Sanches foi o encarregado de colocar a instituição Corinthians de volta ao topo. Andrés participou de torcidas organizadas do clube, vinha de baixo e com isso, a torcida adorou a idéia e apoio o novo manda chuva do time. Para comandar o time, ninguém mais, ninguém menos que Mano Menezes, técnico responsável por trazer o Grêmio de volta a elite.
Mano foi o encarregado de levantar
o Timão. (Tvtelinha)
E realmente, o presidente do povo fez seu papel direitinho, o Timão nunca cresceu tanto, e, mesmo jogando a segunda divisão, o time subiu de um patamar que ninguém poderia imaginar, grandes e bons reforços vieram, como: André Santos, Chicão, Alessandro, Douglas etc, e a fiel lotava os estádios de todo o Brasil para ver o clube mais popular de São Paulo passear na série B, uma festa do povo.  Com tranqüilidade, o Corinthians venceu a série B e voltava a elite do futebol brasileiro, prometendo bastante para o ano de 2009.

Ronaldo, o fenômeno de Marketing. (Notas do dia)
Ahh 2009, a fiel não poderia ficar mais feliz, mas num planejamento ousado e arriscado, Andrés se reunia em sigilo com Ronaldo, o fenômeno e eterno camisa 9 da amarelinha. Ronaldo vinha de um lesão séria, sofrida num jogo do campeonato italiano, quando o craque ainda defendia o Milan. Para a alegria da gigante torcida, Ronaldo foi contratado e apresentado, a Fazendinha estava lotada para receber o fenômeno.
Ronaldo precisou de um certo tempo para se recuperar, de qualquer maneira, o fenômeno já vinha treinando no seu clube do coração, o Flamengo, gerando uma enorme polêmica quando o craque fechou com o Corinthians.
No campo, Ronaldo estreou contra o Itumbiara, em Goiás, válido pela Copa do Brasil, porém, seu primeiro gol saiu no campeonato paulista, o adversário era o Palmeiras, um gol para reascender a paixão pelo Timão.
Contudo, o ano de 2009 foi muito bom e produtivo para o Corinthians, além de fenômeno no campo, Ronaldo foi um fenômeno de marketing, levando a renda do Corinthians se equiparar a clubes europeus. Hoje, o Timão é um clube muito estruturado, que arrebenta no marketing e no campo. O clube conquistou sua terceira Copa do Brasil, em uma final espetacular contra o Internacional, e também conquistou o Campeonato Paulista, contra o Santos, na partida, Ronaldo fez história ao marcar um belo gol.


Todavia, o resto do ano nem foi tão bom, o clube não entrou de cabeça para brigar pelo campeonato brasileiro, e viu de longe o Flamengo sagrar-se hexacampeão. Andrés ainda não estava satisfeito e queria ver seu clube com o troféu da CBF.
O ano era 2010, em várias reuniões de planejamento, Andrés Sanches montou uma verdadeira seleção para conquistar a tão sonhada Libertadores da América. Nomes como: Roberto Carlos, pentacampeão e muito amigo de Ronaldo, Danilo, campeão pelo São Paulo, muita experiência na bagagem, Tcheco e Iarley fecharam o pacotão.
O Timão fez uma primeira fase espetacular, sendo primeiro lugar geral dela, o clube decidiria todos os jogos em casa na segunda fase. Entretanto, para o azar corintiano, inacreditavelmente, o pior classificado da primeira fase, era o campeão brasileiro, Flamengo, de Adriano e Vágner Love.

O tombo foi grande, o Corinthians venceu o Flamengo no Pacaembu, mas no saldo de gols, o time rubro negro venceu e eliminou o Timão. Por pouco o time não desandou, mas Andrés ainda acreditava que esse time podia vencer o torneio e manteve Mano.
O restante do ano de 2010 reservava mais um fim melancólico para a Fiel. O Corinthians liderou o Brasileirão por muitas rodadas, mas sofreu uma grande perda, Mano Menezes era o novo contratado da CBF e tinha uma missão complicada, levar a seleção ao título da copa em casa, em 2014, deixando o Corinthians na mão. Em seu lugar, veio Adilson Batista, vice da libertadores com o Cruzeiro. Todavia, Adilson não conseguiu cair nas graças do elenco nem da torcida e saiu pela porta dos fundos. Por último, Tite assumiu, um técnico experiente e muito eficiente.
        Apesar de todos os esforços, o Corinthians viu o Fluminense ser campeão brasileiro e ainda viu o Cruzeiro lhe roubar a vaga direta para a Libertadores. O Timão iria para a Pré Libertadores, para quem achava que já havia visto o pior, 2011 chegou com uma grande bomba.
        Ronaldo e companhia enfrentaria o Deportes Tolima, desconhecido clube da Colômbia. Em jogo, a vaga na Libertadores. Inacreditavelmente, o Timão foi o primeiro clube brasileiro a ser eliminado na Pré Libertadores. Aí a torcida não agüentou, como um bando de marginais, torcedores invadiram, picharam e praticamente agrediram os jogadores, gerando uma grande crise interna que resultou na precoce saída de Roberto Carlos, na aposentadoria de Ronaldo e outras saídas importantes.
Apesar das dificuldades, o Timão conquista o Brasileirão 2011. (Allejo)
        Andrés manteve os pés no chão e decidiu manter Tite, treinador muito queimado pela Fiel. O planejamento de Andrés deu certo, o time se uniu e fez um verdadeiro pacto pelas vitórias, veio Émerson Sheik, bicampeão brasileiro consecutivamente, veio Fábio Santos, jovem lateral, ex Grêmio, veio também grandes estrelas, Liédson foi contratado junto ao Sporting para ser o parceiro do Sheik no ataque, veio também Alex, multicampeão na América, pelo Internacional. Para o lugar de Ronaldo, o Timão contratou um nome de peso, Adriano veio para São Paulo após uma passagem vexatória na Roma.
Fim emocionante para a Fiel. (Globoesporte.com)
        2011 terminou perfeito para o alvinegro paulista, que conquistava assim, o seu quinto campeonato brasileiro, um título incontestável. Andrés Sanches terminou seu mandato com o dever de missão cumprida, mas sabia que faltava algo, a tão sonhada Libertadores, título que o coringão ainda não tinha. O elenco estava muito fortalecido e poucas contratações vieram em 2012. Douglas voltou ao clube, o goleiro Cássio, mero reserva no Grêmio e no PSV, Romarinho veio para ser talismã do clube na Libertadores.
Após 103 anos, o Corinthinas, enfim, conquista a Taça Libertadores. (Globoesporte.com)
        Bem, o final todos nós já sabemos, A Tribuna parabeniza o Sport Club Corinthians Paulista, campeão invicto da Taça Libertadores e maior potência do Brasil e das Américas na atualidade. Parabenizamos também, a grande Fiel, que sofreu junto com o time e hoje enxuga as lágrimas e celebra uma conquista que parecia não acontecer. E por último a Tribuna parabeniza esses homens, que fizeram o sonho virar realidade.


1
-
22
-
31
-
2
-
3
-
4
-
13
-
-
9
-
23
-
31
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
5
-
7
-
10
-
12
-
16
-
20