sábado, 23 de junho de 2012

UFC 147: Um evento em nível TUF Brasil.

Esse final de semana deveríamos ter sediado no Brasil o maior evento de MMA do ano. O UFC 147 era aguardado por todo o mundo! Bem, como eu falei, era aguardado. O evento está encabeçado com a disputa entre o queridíssimo e aclamado pelos verdadeiros (e antigos) fãs do MMA Wanderlei Silva, contra o simpático e excelente lutador Rich Franklin, que substitui o carioca (e pastor na televisão) Vitor Belfort. O UFC 147 também será o primeiro que a Rede Globo transmitirá o card principal na íntegra, deixando as lutas preliminares para o Sportv. As lutas acontecerão no Mineirinho, em Belo Horizonte, e tem uma expectativa de um bom público, mesmo com a ausência do “Fenômeno”.
Card oficial. (Sherdog.com)

O TUF Brasil é o grande responsável pelas maiorias das lutas. Diferentemente dos eventos que ocorrem nos EUA, onde o programa é bem melhor elaborado, a final do TUF Brasil compõe um dos vários eventos principais do calendário do UFC esse ano. O reality show que foi gravado entre dezembro e janeiro últimos terá sua grande decisão agora. Mas, não estará completo. O peso-médio Daniel Sarafian não vai poder lutar devido a uma lesão no braço esquerdo e para substituí-lo o mestre da luta no chão Serginho Moraes foi escolhido para lutar contra Cézar Mutante, lutador tão bom quando o adversário no grappling. Entre os pesos-penas, tudo dentro da normalidade. Um duelo entre os cearenses Pepey e Rony Jason. O primeiro, um mestre na arte da submissão! O segundo, um lutador com o queixo duríssimo!
Os participantes que variaram entre lutadores, palhaços, projetos de lutadores, aberrações e etc.  (globo.com)

Entretanto, o UFC 147 original sempre ficará engasgado nas gargantas dos brasileiros. O presidente do UFC, Dana White, desde janeiro passado, quando Chael Sonnen bateu Michael Bisping, confirmou que um estádio brasileiro receberia o confronto que decidiria o dono do cinturão dos pesos-médios. A briga ficou entre Rio e São Paulo, tendo o Engenhão como “vencedor”. Só que o dinheiro falou mais alto. O super eventou que seria realizado no Brasil, foi mudado para Las Vegas, com um card infinitamente superior (que será o UFC 148). Os brasileiros ficaram a ver navios, mas a final do TUF Brasil não poderia ser em outro lugar se não o território tupiniquim. A capital mineira foi escolhida para receber o evento, o que foi uma grande surpresa para todos.

Os finalistas. (globo.com)
Além das finais do TUF e do evento principal, algumas lutas chamam à atenção do público brasileiro, principalmente aqueles que acompanharam o programa da globo. Fabrício Werdum vai lutar contra o casca-grossa Mike Russow. O queridinho do Pará, Yuri Marajó também vai entrar no octágono, dessa vez contra o estreante Hacran Dias. Já nas preliminares, Rodrigo Damn enfrentará seu algoz de reality show Anastávio Gasparzinho. Os queridinhos do público Pé de Chumbo e Massaranduba também duelaram com muita expectativa entre os amantes do esporte. Este combate é de dois nomes consagrados no cenário nacional e que podem fazer uma luta espetacular para abrilhantar o evento e, quiçá, carimbar vagas na franquia americana. Outro combate que tem tudo para ser figurar entre os candidatos de luta da noite é entre Hugo Wolverine e John Macapá (que foi garfado durante sua passagem pelo reality show da globo.).

Agora, vamos às previsões. Lembrando que no evento passado eu acertei 4 em 5 palpites.

Yuri Marajó vs Hacran Dias.

Yuri Marajó vai pela terceira vez entrar no octágono. Com performances dominantes nas últimas pelejas, o lutador paraense vai em busca de mais uma vitória, desta vez contra um estreante, o também brasileiro Hacran Dias. Dias tem algumas características bem relacionadas à academia onde ele treina com o ótimo treinador André Pederneiras. Aliás, a Nova União vem se tornando referência na formação de excelentes atletas nas categorias mais leves do UFC. Sobre o combate, devo admitir que não estou muito ansioso devido o descaso do card. Marajó não empolgou nas últimas duas batalhas, diferentemente do que fazia no Jungle.  Hacran é um mestre do solo, mas também lutou em campeonatos não muito significantes, então, não sei o que posso esperar dele. Entretanto, mesmo com o não convencimento nas últimas pelejas, Marajó é mais completo que Hacran.

PALPITE: MARAJÓ POR NOCAUTE NO SEGUNDO ROUND.

Fabrício Werdum VS Mike Russow.

A evolução de Fabrício Werdum no MMA é inegável. Ele venceu suas duas últimas lutas de forma mais que convincente, todavia, um revés patético contra Alistair Overeem fez as velhas dúvidas sobre a capacidade de Werdum serem levantadas de novo. Agora ele lutará em casa, com toda torcida ao seu favor e contra um adversário que não figura entre os TOP’s da categoria. Russow é um cara perigoso, mas limitado, só que com uma disposição e uma condição física muito boa, o que faz acreditar que se a luta for para decisão, ele será duro até o fim. Russow tem um bom background no chão e um ótimo punch, que serão suas ferramentas em busca de um triunfo. Porém, ele lutará com um bi-campeão mundial no ADCC, ou seja, se a luta for para o chão, o cavalo tem tudo pra levar esta peleja.

PALPITE: WERDUM POR FINALIZAÇÃO NO PRIMEIRO ROUND

GODOFREDO PEPEY VS RONY JASON

A primeira final do TUF nos traz um duelo entre cearenses. Pepey é um mestre na arte do solo e muito guerreiro, mas, durante sua passagem pela casa, deixou bem claro que ele prefere lutar sempre no grappling. Rony Jason é mais balanceado, também gosta da luta no chão, mas tem um gás muito melhor e um queixo bem duro, que ficou marcado durante o programa. Mas, ambos lutadores terão de evoluir muito para mostrar que podem ser referências na franquia americana. Imagino que essa luta for para decisão, Rony vencerá. Se for para o solo, Pepey tem mais vantagem.

PALPITE: RONY JASON POR NOCAUTE NO SEGUNDO ROUND

CEZAR MUTANTE VS SERGINHO MORAES

Esse combate perdeu muito a graça após a confirmação da lesão de Daniel Sarafian, que seria favoritíssimo para essa luta. A entrada de Serginho Mores não agregou muito valor ao combate, mas em um reality show em que faltam bons lutadores, nada poderia ser diferente. Mutante é favorito porque chegou à final, porém, seu jogo não fez com que ele conseguisse muitos fãs. Serginho era um dos mais conhecidos antes do início do programa por ser um mago da luta no solo. Sobre a luta, acho que Mutante tem mais artifícios parar vencer o combate em pé, apesar de este ser o ponto fraco de Cezar. Serginho pode até ser melhor no chão que o mineiro, mas terá um lutador bem mais pesado para aguentar durante o combate, o que pode trazer dificuldades para o paulista.

PALPITE: MUTANTE POR NOCAUTE NO SEGUNDO ROUND

WANDERLEI SILVA VS RICH FRANKLIN

(Sherdog.com)
O combate principal também sofreu mudanças de última hora, mas não diminuiu o nível de batalha que teremos no mineirinho. Wanderlei Silva lutará de volta no Brasil, para a alegria dos fãs. O adversário é o gente boa Rich Franklin, que está de volta à categoria dos médios. Os dois se enfrentaram em 2009, no primeiro UFC da Alemanha, e Ace venceu por decisão unânime. Wald alterna entre boas e más atuações. Nas duas últimas lutas, vimos isso muito bem, quando ele foi nocauteado por Chris Leben logo no início do primeiro round e quando ele derrotou Cung Le em uma daquelas performances dignas do seu período “Chuteboxe”. Ace é um lutador perigoso e bem equilibrado, não vai ser fácil para Wanderlei conseguir a vitória, principalmente com o seu queixo de argila que é sempre uma incógnita no resultado final.

PALPITE: WAND POR NOCAUTE NO TERCEIRO ROUND.

Gostaria de deixar claro aqui que este palpite não é nem um pouco racional. Wand é o meu lutador favorito de todo o sempre, foi quem me fez ter paixão pelo esporte. É um cara super humilde e simpático. Mesmo nunca confiante nos seus duelos, não consigo não apostar em Wanderlei, por isso, deixo a imparcialidade de lado e grito “WAR WANDDDDDDDDDDDDDDD!!!”

ÍDOLO!!! (sherdog.com)