domingo, 17 de junho de 2012

Para gregos e troianos festejarem


Grupo A:

Grécia 1 x 0 Rússia (Karagounis): A Reta final da primeira fase da UEFA Euro começou com dois jogos sensacionais, ao mesmo tempo que a quase eliminada Grécia enfrentava a Rússia, a República Tcheca jogava contra a dona da casa e ameaçada Polônia. E quem disse que o grupo já tava definido? Muitas surpresas viriam por aí.
        Líderes do grupo até o momento, a Rússia de Arshavin poderia apenas empatar para selar a classificação, mas os gregos não estavam para brincadeira e quis o futebol que o inesperado acontecesse.
Karagounis dá a Grécia, a classificação. (EFE)
        O jogo começou com a Rússia tomando perigo numa cabeçada de Katsouranis. Só aos 10 minutos, os russos conseguiram atacar, num bom lance de Dzagoev, surpresa da Euro, Arshavin chutou mas a bola dividiu e sobrou fácil para o goleiro Sifakis, o novo titular grego.
        E o confronto seguiu, a Grécia, relembrando a Euro 2004, fechou o time e arrancava nos contra-ataques. A Rússia não conseguia fazer o gol, surpreendentemente o time russo tinha um dos melhores ataques da competição.
Gregos eufóricos com a vitória. (Reuters)
        No finzinho do primeiro tempo, quando todos já esperavam o apito do árbitro, Karagounis se aproveitou do erro do domínio russo e arrancou em direção ao gol, com um belo chute abriu o placar, o grego que por pouco não eliminou Grécia, já que na estréia o mesmo Karagounis perdeu o pênalti que daria a Grécia a vitória contra a Polônia. Com esse resultado, a favorita Rússia ficava de fora, pois o primeiro critério de desempate era o confronto direto.
        No segundo tempo a Rússia veio bombardear a defesa grega, porém, defender a Grécia sabe e muito bem. A Rússio tentava, tentava e tentava, mas o gol não saiu e a angustia só aumentou. Motivados pelo mesmo espírito de 2004, a Grécia sela sua classificação de maneira magistral, com uma superação surpreendente de seus jogadores.
        Classificada em segundo lugar, A Grécia deverá enfrentar a Alemanha na fase de quartas de final,  um jogo bastante complicado, mas no futebol, tudo pode acontecer.

Grécia
Sifakis; Maniatis, Tzavellas, Papadopoulos e Torossidis; Papastathopoulos, Karagounis (Makos), Katsouranis e Samaras; Salpingidis (Ninis) e Gekas (Holebas).
Rússia
Malafeev; Anyukov (Izmailov), Ignasevich, Zhirkov e Berezutski; Shirokov, Denisov, Dzagoev e Glushakov (Pogrebnyak); Arshavin e Kerzhakov (Pavlyuchenko).
Técnico: Fernando Santos.
Técnico: Dick Advocaat.
Gols: Karagounis, aos 47 minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Karagounis (GRE); Anyukov, Zhirkov, Dzagoev (RUS).
Estádio: Nacional, em Varsóvia (Polônia). Data: 16/06/2012. Árbitro:Jonas Eriksson (SUE). Auxiliares: Stefan Wittberg (SUE) e Mathias Klasenius (SUE) .


Polônia 0 x 1 República Tcheca (Jiracek): Todos que viram a estréia tcheca na Euro já esperavam uma eliminação merecida, a seleção havia sofrido uma goleada e um banho no quesito futebol, ah o futebol, isso que nos surpreende e nos emociona a cada jogo. A Polônia, só a vitória interassava, os donos da casa não venceram um jogo sequer, decepcionante.
        No primeiro tempo, os poloneses atacaram mais, numa boa chance, o artilheiro Robert Lewandowski desperdiçou. Assim como a Grécia, a República Tcheca tinha mais posse de bola e esperava a Polônia chegar. Vale lembrar, que a República Tcheca perdeu para a Rússia e venceu a Grécia, ou seja, o empate bastaria, pois no confronto direto, os tchecos perderiam para os russos, mas, venceriam os gregos.
República Tcheca celebra o primeiro lugar no grupo. (Getty Images)
        Mas nem precisou pensar em critério de desempate, no segundo tempo, uma linda jogada tcheca, Baros tocou para Jiracek, que passou bonito e mandou para as redes, foi o gol da classificação tcheca em primeiro lugar. O gol calou o estádio Municipal, os poloneses estavam verdadeiramente decepcionados com tamanho vexame de sua seleção.
        Em primeiro lugar, a República Tcheca espera seu adversário que será decidido hoje, Alemanha, Dinamarca, Portugal e Holanda duelam por duas vagas nas quartas de final.
Lewandowski e a Polônia decepcionaram. (Reuters)
A UEFA Euro 2012 está muito equilibrado, até a segunda rodada, nenhuma seleção havia conseguido a classificação. Nessa terceira rodada, as seleções que na teoria, eram mais fracas, conseguiram se classificar no melhor estilo Chelsea campeão da Champions League, será esse o novo jeito de ganhar jogos?

Polônia
Tyton; Boenisch, Wasilewski, Perquis e Piszczek; Dudka, Polanski (Grosicki) e Obraniak (Brozek); Murawski (Mierzejewski) e Błaszczykowski; Lewandowski.
República Tcheca
Cech, Selassie, Sivok, Kladec e Limbersky; Jiracek (Rajtoral), Hubschman, Plasil, Pilar (Rezek) e Kolar; Baros (Pekhart).
Técnico: Franciszek Smuda
Técnico: Michal Bilek
Gols: Jiracek, aos 26 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Murawski, Polanski, Błaszczykowski e Wasilewski (Polônia); Limbersky e Plasil (Rep. Tcheca)
Árbitro: Craig Thomson (Escócia)
Auxiliares: Alasdair Ross (Escócia) e Derek Rose (Escócia)
Local: Estádio Municipal, em Breslávia (Polônia)

Como ficou o Grupo A após as três grandes rodadas:
1

República Tcheca
6
3
2
0
1
4
5
-1
66.7
2

Grécia
4
3
1
1
1
3
3
0
44.4
3
Rússia
4
3
1
1
1
5
3
2
44.4
4
Polônia
2
3
0
2
1
2
3
-1
22.2
(Extraída de globoesporte.com)