terça-feira, 12 de junho de 2012

Grupo A embola de vez


Grupo A:

Grécia 1 x 2 República Tcheca (Jiracek – Pilar – Gekas): Iniciando a segunda rodada da UEFA Euro 2012, gregos e tchecos precisavam vencer, e um deles conquistou o objetivo. Após ser goleado na estréia, os tchecos só tinham uma opção, a vitória, logo no começo da partida, aos dois minutos, Jiracek abriu as contas para a República Tcheca.
República Tcheca só precisou de 10 minutos para vencer o jogo. (Reuters)
        A Grécia mal começava a partida e já tomara um gol, nada poderia piorar, ou será que poderia? Aos 5 minutos, Pilar ampliou a vantagem tcheca, o jogador da República marcou o seu segundo gol em dois jogos no torneio.
        Os gregos pareciam abatidos e mal conseguiam atacar, no final da primeira etapa a Grécia chegou ao gol, porém, bem anulado pela arbitragem.
        No segundo tempo, a Grécia contou com uma ajudinha do grande goleiro do Chelsea, Peter Cech, que falhou feio e Gekas aproveitou parar diminuir o marcador, 2 a 1 para a República Tcheca.
        Após o gol, a Grécia não conseguiu sair para o jogo e nem Cech deu mais gols, contudo, a partida terminou assim. Com o resultado, a República Tcheca está em segundo lugar no grupo com três pontos, a Grécia é lanterna e agora joga a vida contra a Rússia, um jogo bastante complicado.

Grécia
Chalkias (Sifakis); Maniatis, K. Papadopoulos, Torossidis e Holebas; Karagounis, Fotakis (Gekas), Katsouranis e Fortounis (Mitroglou); Samaras e Salpingidis.
República Tcheca
Cech; Gebre Selassie, M. Kadlec, Sivok e Limbersky; Rosicky (Kolar), Plasil, Pilar e Hübschman (Rajtoral), Jiracek e Baros (Pekhart).
Técnico: Fernando Santos.
Técnico: Michal Bilek.
Gols: Jiracek, aos 2, e Pilar, aos 5 minutos do primeiro tempo; Gekas, aos 7 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Torossidis, Papadopoulos, Salpingidis (GRE); Rosicky, Jiracek, Kolar (RTC).
Estádio: Municipa, em Breslávia (Polônia). Data: 12/06/2012. Árbitro:Stéphane Lannoy (França). Auxiliares: Frédéric Cano (FRA) e Michael Annonier (FRA).


Dzagoev é o cara da Euro até o momento. (Reuters)

Polônia 1 x 1 Rússia (Dzagoev – Blaszczykowski): Depois de empatar na estréia, o desafio polonês era o clássico contra a Rússia, um jogo muito difícil e equilibrado. Os russos estrearam vencendo com muita facilidade os tchecos, mas, sabiam que não seria nada fácil derrotar os donos da casa. O jogo estava reservado de muita rivalidade, isso porque russos e poloneses não tem uma relação das melhores, isso graças a Segunda Guerra Mundial.
        Pois bem, vamos ao jogo. Um primeiro tempo foi bem cadenciado, com a Rússia atacando mais, claro que com o brilho do camisa 10, Arshavin, que levava a Rússia para o ataque. A Polônia sentia a dificuldade, mas se defendia bem.
        Numa falta cobrada pelo camisa 10 russo, a Rússia saiu na frente, Dzagoev marcou o seu terceiro gol na competição e já é o artilheiro da Eurocopa, foi o gol que calou o estádio de Varsóvia. Com apenas 21 anos, o jovem Alan Dzagoev defende o CSKA de Moscou, todavia, com o futebol apresentado na Euro, é muito difícil que o garoto continue jogando na Rússia.
Poloneses festejam o empate. (Reuters)
        Na etapa final, A Rússia pecava em sua finalizações, abrindo espaços para os contra-atraques da Polônia. Os poloneses martelaram, martelaram e enfim conseguiram empatar o clássico, empurrados por sua torcida e num contra-ataque veloz, o capitão e craque do Borussia Dortmund, Blaszczykowski Kuba, marcou o lindo gol, definindo o empate.
        Com os resultados de hoje, o grupo A ficou assim: A Rússia lidera com 4 pontos, seguida pelos tchecos com 3, em terceiro vem a Polônia com 2 pontos, e segurando a lanterna a Grécia precisa de um milagre para conseguir a classificação.

Polônia
Tyton; Piszczek, Wasilewski, Perquis e Boenisch; Dudka (Mierzejewski), Polanski (Matuszczyk), Murawski, Blaszczykowski Kuba e Obraniak (Brozëk); Lewandowski
Rússia
Malafeev; Anyukov, Ignashévich, Berezutsky e Zhirkov; Shirokov, Denisov, Ziryanov e Dzagoev (Izmailov); Arshavin e Kerzhakov (Pavlyuchenko)
Técnico: Franciszek Smuda.
Técnico: Dick Advocaat.
Gols: no primeiro tempo, Dzagoev, aos 36 minutos. No egundo tempo, Blaszczykowski Kuba, aos 11 minutos.
Cartões amarelos: Lewandowski  e Polanski (POL) e Denisov e Dzagoev (RUS).
Local: Estádio de Varsóvia. Data: 12 de junho de 2012. Arbitragem: Wolfgang Stark (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Jan-Hendrik Salver e Mike Pickel. Público: 55.920.