quarta-feira, 13 de junho de 2012

Grupo da morte segue cumprindo o prometido


Grupo B:

Portugal 3 x 2 Dinamarca (Pepe – Postiga – Bendtner – Bendtner): Portugal estava a perigo e só a vitória interessava contra a grande zebra da Euro até o momento, a Dinamarca. Os nossos patrícios estrearam com derrota para a Alemanha, porém, jogaram muito bem na estréia.
        Portugal começou o jogo partindo pra cima e trabalhando muito bem a bola. Cristiano Ronaldo teve duas oportunidades no início da partida, mas a bola nem passou perto do objetivo desejado.
Varela decide num final emocionante. ( Getty Images)
        Aos 24 minutos, João Moutinho cruzou e o melhor jogador de Portugal nessa Euro, Pepe se antecipou a defesa dinamarquesa e abriu as contas para os lusitanos. A Dinamarca sentiu o gol e permitiu espaços para Portugal, que continuou tocando bem e jogando pra frente. Aos 35, Nani fez boa jogada e deu um cruzamento rasteiro para Helder Postiga, o contestado atacante do Sporting não decepcionou e ampliou pra Portugal.
        Aí sim a Dinamarca acordou, e aos 40 minutos, uma linda jogada terminou no gol de Niklas Bendtner diminuiu pra Dinamarca que terminava a primeira etapa ainda com esperanças.
Ronaldo erra feio. (Getty Images)
        O segundo tempo começou com Portugal melhor e no lance da partida, Cristiano Ronaldo, o maior nome da UEFA Euro, desapontou e teve que aturar gritos de “Messi” na arquibancada, o dia não era dele. Na reta final, aos 34, o mesmo Niklas Bendtner empatou a bagaça e a zebra voltava para o jogo. Foi uma grande ducha de água fria para os lusitanos que foram pra cima a qualquer custo.
        Emocionante e milagrosamente os portugueses conseguiram a vitória, e não foi dos pés de Ronaldo e sim do jovem jogador do Porto FC, Varela furou na primeira tentativa, mas, se redimiu com um belo chute no canto.
        Foi a primeira vitória portuguesa no torneio, chegou aos três pontos e ultrapassou a Dinamarca por conta do confronto direto. Na última rodada, Portugal enfrenta a desesperada Holanda, já a Dinamarca, mede forças com todo o poderio alemão.

Dinamarca
Andersen; Jacobsen, Kjaerr, Agger e S. Poulsen; Kvist, Zimling (Poulsen), Eriksen, Krohn-Dehli (Schone) e Rommedahl (Mikkelsen); Bendtner
Portugal
Rui Patrício; João Pereira, Bruno Alves, Pepe e Fábio Coentrão; Raul Meireles (Varela), Miguel Veloso e João Moutinho; Nani (Rolando), Cristiano Ronaldo e Hélder Postiga (Nélson Oliveira)
Técnico: Morten Olsen
Técnico: Paulo Bento
Gols: no primeiro tempo, Pepe, aos 24 minutos, Postiga, aos 35 minutos, e Bendtner, aos 40 minutos. No segundo tempo, Bendtner, aos 34 minutos, e Varela, aos 42 minutos
Cartões amarelos: Poulsen e Jacobsen (DIN) e Raul Meireles e Cristiano Ronaldo (POR)
Local: Arena de Lviv (Ucrânia) Data: 13 de junho de 2012. Arbitragem: Craig Thomson (Escócia), auxiliado pelos compatriotas Alasdair Ross e Derek Rose.


Alemanha 2 x 1 Holanda (Gómez – Gómez – Van Persie): No jogo do dia, a forte Alemanha enfrentava uma Holanda ameaçadíssima, que precisava vencer de qualquer maneira, apesar da grande dificuldade que iria enfrentar.
        No campo, o jogo começou equilibrado e bastante estudado. Van Persie desperdiçou uma chance clara de gol, parou no goleiro Neuer. Respondendo, as alemães atacaram bem, mas também pararam no excelente goleiro da Roma, Stekelenburg.
Góméz é o homem-gol da Euro. (Reuters)
        O tempo foi passando e o gol alemão foi amadurecendo, aos 23 minutos, Schweinsteiger achou de uma maneira fantástica, o atacante Mário Gómez, que deu um belo giro e mandou para as redes, 1 a 0 para os maiores campeões da história na Euro. A Alemanha não tirou o pé do freio e continuou em cima, 10 minutos depois, o mesmo Schweinsteiger, deu uma assistência mágica para o artilheiríssimo Mário Gómez matar o jogo já no primeiro tempo. O drama holandês só começava.
        No segundo tempo, a Alemanha controlou a partida, atacando quando conseguia. A Holanda foi pra cima, o técnico Van Marwijk colocou Huntelaar e Van Der Vaart no jogo, que pouco fizeram na partida. Pois é, quando a fase é ruim não tem jeito, mesmo atacando, a Holanda sempre parava na forte defesa alemã.
        Num belo lance, o zagueiro do Dortmund, Hummels, arrancou do meio até a área holandesa, chutou duas vezes mas o Stekelenburg defendeu. Com 27 minutos da etapa final, Robin Van Persie diminuiu o marcador num belo chute, 2 a 1 para a Alemanha.
Fracasso! A Holanda está praticamente fora da Euro. (Catole News)
        A Holanda tinha tudo pra buscar o empate, contudo, a Alemanha não permitiu os ataques da Holanda, e o jogo terminou assim mesmo.
        A Alemanha praticamente selou sua classificação com duas vitórias até o momento. Pra Holanda, só resta uma vitória por no mínimo 2 a 0 pra cima de Portugal, uma tarefa mais que complicada.

Holanda
Stekelenburg, Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen e Willems; Van Bommel (Van der Vaart), De Jong, Sneijder; Robben (Kuyt), Afellay (Huntelaar) e Van Persie
Alemanha
Neuer, Boateng, Hummels, Badstuber e Lahm; Khedira, Schweinsteiger), Müller (Bender) e Özil (Kroos); Podolski e Mario Gómez (Klose).
Técnico: Bert Van Marwijk
Técnico: Joachim Löw
Gols: no primeiro tempo, Mario Gomez, aos 23 e 37 minutos. No segundo tempo, Van Persie, aos 27 minutos.
Cartões amarelos: De Jong e Willems (HOL) e Boateng (ALE).
Local: Estádio Metalist, em Carcóvia (Ucrânia). Data: 13 de junho de 2012. Competição: Eurocopa 2012. Arbitragem: Jonas Eriksson (Suécia), auxiliado pelos compatriotas Stefan Wittberg e Mathias Klasenius.