domingo, 10 de junho de 2012

Gigantes empatam e Croácia assume a ponta no grupo C


Grupo C:

Espanha 1 x 1 Itália (Di Natali – Fabregas): O jogo realmente foi muito bom, superando expectativas. De um lado a Espanha, atual campeã mundial e europeu, de outro, a Itália, tetracampeã do mundo e vivendo uma renovação em sua seleção. O que mais surpreendeu foi o bom futebol da Itália, que perdeu os últimos 3 jogos preparatórios para a Euro.
        No primeiro tempo, um jogo equilibrado, a Itália atacava com mais eficiência, mas, a Espanha tocava a bola no melhor estilo Barcelona de jogar futebol. Vicente Del Bosque optou por um time sem centroavante, se dando ao luxo de ter em seu banco Fernando Torres, Fernando Llorente e Álvaro Negredo. O trio de frente era formado por Silva, Fabregas e Iniesta.
Equilíbrio em clássico Espanha e Itália. (Reuters)
        Com chances perdidas e muitas faltas, o primeiro tempo terminou 0 a 0. Na etapa final, o marrento Mário Balotelli roubou bem a bola e se aproximou do gol, mas diferentemente daquele Balotelli goleador do Manchester City, o atacante cochilou e viu Sérgio Ramos se recuperar e cortar a bola. Minutos depois, Balotelli deu lugar ao sempre artilheiro Di Natali, assim que entrou o atacante abriu o placar para a Squadra Azzurra, para a alegria de Cesare Prandelli e seus comandados.
        Minutos após o gol italiano, a Fúria respondeu com uma linda trama entre Iniesta que tocou para Silva que achou uma brecha para Cesc Fabregas empatar o duelo, placar mais do que merecido para o excelente jogo.
        Sob pressão, Fernando Torres entrou na metade do segundo tempo, perdeu uma boa oportunidade e jornais espanhóis já começam a criticar o campeão da Champions League pelo Chelsea.
        Espanha e Itália somam um ponto e agora só dependem de si para conquistar a classificação no grupo C.
Espanha
Casillas, Arbeloa, Sergio Ramos, Piqué e Jordi Alba; Busquets, Xabi Alonso, Xavi, Iniesta e David Silva (Navas); Fàbregas (Fernando Torres)
Itália
Buffon, Bonucci, De Rossi e Chiellini; Maggio, Pirlo, Thiago Motta (Nocerino), Marchisio e Giaccherini; Cassano (Giovinco) e Balotelli (Di Natale)
Técnico: Vicente del Bosque
Técnico: Cesare Prandelli
Gols: Di Natale, aos 14 do segundo tempo; Fàbregas, aos 17 do segundo tempo
Cartões amarelos: Balotelli, Bonucci, Chiellini, Maggio (Itália); Jordi Alba, Fernando Torres, Arbeloa (Espanha)
Estádio: Arena Gdansk (Polônia). Data:10/06/2012. Árbitro: Viktor Kassai (HUN) Auxiliares: Gabor Eros (HUN) e Gyorgy Ring (HUN)


       






















Irlanda 1 x 3 Croácia (Mandzukic - Ledger - Jelavic – Mandzukic): Fechando o grupo, a Irlanda de Giovanni Trapattoni decepcionou e foi derrotada por uma forte Croácia, relembrando os bons tempo daquela Croácia terceira colocada na copa 98.
Mandzukic comanda a vitória da Croácia. (AP)
        Logo aos 3 minutos de jogo, o craque do Wolsfburg Mário Mandzukic marcou para a Croácia, levando os irlandeses ao desespero. A Irlanda não se abateu e foi pra cima, jogando melhor, os irlandeses não conseguiam acertar o alvo.
        Aos 18 minutos, numa falta cruzada para a área, Ledger empatou para os comandados de Trapattoni. Aliviados, os irlandeses se soltaram mais para o jogo, contudo, diferentemente daquela Irlanda das eliminatórias para a Euro, que mal sofria gols, não resistiram ao bom ataque croata. Num vacilo da zaga irlandesa, o atacante do Everton da Inglaterrra, Jelavic colocou novamente a Croácia na frente. E o primeiro tempo terminou assim, 2 a 1 para a Croácia.
Trapattoni decepciona em mais um trabalho em seleções. (Getty Images)
        A Irlanda teria que buscar a virada no segundo tempo, mas cometeu o mesmo erro do primeiro tempo e novamente aos 3 minutos Mário Mandzukic ampliou e deus números finais a partida.
        É impressionante como o técnico Giovanni Trapattoni sempre faz uma excelente campanha eliminatória e sofre na fase final dos torneios, é realmente decepcionante. A Croácia lidera o grupo C e agora enfrenta a Itália. A Irlanda tem uma missão impossível, precisa vencer a poderosa Espanha para sonhar com a classificação.

Irlanda
Given, O'Shea, St. Ledger, Dunne e Ward; Whelan, Andrews, McGeady (Cox) e Duff; Doyle (Walters) e Keane (Long)
Croácia
Pletikosa, Srna, Corluka, Schildenfeld e Strinic; Vukojevic, Rakitic (Dujmovic), Perisic (Eduardo) e Modric; Jelavic (Kranjcar) e Mandzukic
Técnico: Giovanni Trapattoni
Técnico: Slaven Bilic
Gols: Mandzukic, aos 3 minutos do primeiro tempo e aos três minutos do segundo tempo; St. Ledger, aos 18 minutos do primeiro tempo; Jelavic, aos 42 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Andrews (Irlanda); Modric e Kranjcar (Croácia)
Estádio: Municipal de Poznan (Polônia). Data: 10/06/2012. Árbitro:Björn Kuipers (HOL). Auxiliares: Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)