quinta-feira, 28 de junho de 2012

A freguesia continua! Itália é finalista

Alemanha 1 x 2 Itália (Balotelli – Balotelli – Ozil): A segunda semifinal da UEFA Euro 2012 reuniu vários títulos internacionais em jogo, são 7 copas do mundo e 4 eurocopas. Na história, a Alemanha nunca venceu os italianos em jogos oficiais, na última vez que Itália e Alemanha se enfrentaram, foi na partida válida pela Copa do Mundo de 2006, em sua casa, a Alemanha de Jürgen Klinsmann, foi derrotada pela Itália, que mais tarde, conquistaria o tetra mundial.
Unidos! Itália vence sua grande freguesa, a Alemanha. (Globo Esporte)
        Atualmente, a Alemanha já tinha uma base pronta e vinha apresentando o melhor futebol da UEFA Euro 2012. A Itália está em processo de renovação, antes de começar o torneio, o time comandado por Cesare Prandelli perdeu os últimos 3 jogos preparatórios. Contudo, desde que a Euro começou, a Azzurra renasceu, carregados por Andrea Pirlo, o selecionado faz um torneio sensacional e agora, tem a simpatia e o apoio de muitos torcedores para conquistar sua segunda Eurocopa.
        A partida começou com um certo equilíbrio, mas a Itália parecia nervosa e por pouco a Alemanha não marcou. Num chute de Khedira, Buffon soltou a bola, que desviou em Barzagli e saiu para escanteio. Low optou pela volta de Podolski e Gómez, todavia, Toni Kroos entrou no lugar de Muller. Kroos teve uma boa chance, mas o paredão Buffon salvou mais uma para a Azzurra.
        Passado o nervosismo, a Itália começou a controlar a posse de bola. Assim que ultrapassou os alemãe na posse, o gol saiu. Com 20 minutos, Cassano recebeu a bola pela esquerda, com um bonito drible, o craque do Milan cruzou perfeitamente para Mário Balotelli abrir o placar, inacreditavelmente, a Itália vencia a Alemanha no clássico.
Balotelli comemora com seu jeito marrento, o segundo gol. (Reuters)
        Os alemães sentiram o gol, o nervosismo mudou de lado e Ozil e Cia estavam apáticos dentro de campo. Bem a vontade, Andrea Pirlo tocava a bola com muita perfeição, o craque campeão italiano pela Juventus, é o grande destaque italiano na Euro. Aos 36, Riccardo Montolivo viu Balotelli passar livre, leve e solto, com um belíssimo lançamento, o atacante do Manchester City dominou a bola e mandou um lindo petardo no gol alemão, 2 a 0 para a Azzurra que colocava a mão na finalíssima.
Cassano e Balotelli, entrosamento que resulta em gols. (EFE)
        O primeiro tempo terminou assim, mais uma vez, o resultado dava a lógica, a Alemanha sentia o peso de enfrentar uma Itália, que diferentemente do seu jogo defensivo, a seleção foi pra cima e conseguiu uma ampla vantagem pro segundo tempo.
        No segundo tempo, a Itália entrou para segurar o resultado, a Alemanha foi a luta em busca do empate, mas a porteira italiana não deixava o ataque alemão ultrapassar. Desesperado, Low colocou Klose e Reus no lugar de Gómez e Podolski, o time alemão melhorou com as mexidas, mas o gol não queria sair.
        O jogo continuou nisso, a Itália desperdiçava vários contra-ataques que podiam lhes custar caro. Sentindo, Mário Balotelli foi substituído para a entrada de Di Natali, o atacante deixou o campo aplaudidíssimo.
Mais uma vez, a Alemanha cai na semifinal. (Reuters)
        Na reta final do confronto, a Alemanha se mandou para cima, o zagueiro Hummels fazia papel de atacante. Prandelli colocou Thiado Motta e Diamanti, o segundo levava a Azzurra para frente. Aos 46 minutos, a bola bateu na mão de Balzaretti, um lance um pouco duvidoso, mas o árbitro marcou o pênalti. Ozil cobrou com perfeição e diminuiu para a Alemanha, porém, já era tarde demais, a Itália volta a final da Euro 12 anos após sua última finalíssima, na ocasião, os italianos foram derrotados pelos franceses.
        Na raça e com um futebol perfeito, a Itália selou sua classificação para a Copa das Confederações no Brasil, em 2013. Agora, a Azzurra enfrenta a Espanha, na fase de grupos, italianos e espanhóis empataram em 1 a 1, num confronto bastante equilibrado. Emoção não vai faltar entre os últimos campeões mundiais.

Alemanha
Neuer; Boateng (Müller), Hummels, Badstuber e Lahm; Khedira, Schweinsteiger, Kroos, Özil e Podolski (Reus); Mario Gomez (Klose)
Itália
Buffon; Balzaretti, Barzagli, Bonucci e Chiellini; Pirlo, Marchisio, Montolivo (Thiago Motta) e De Rossi; Balotelli (Di Natale) e Cassano (Diamanti)
Técnico: Joachim Löw
Técnico: Cesare Prandelli
Gols: Balotelli, aos 20 e 36 minutos do primeiro tempo; Özil, aos 46 do segundo tempo
Cartões amarelos: Hummels (ALE); Thiago Motta, Balotelli, Bonucci e De Rossi (ITA)
Local: Estádio Nacional de Varsóvia, na Polônia. Data: 28/6/2012Árbitro: Stéphane Lannoy (FRA). Auxiliares: Frédéric Cano (FRA) e Michael Annonier (FRA)

Destaque: Mário Balotelli