domingo, 3 de junho de 2012

10 Anos do penta: Estréia na raça e com apito amigo

Iniciando a série sobre os dez anos do penta, vamos falar da grande estréia da amarelinha contra a Turquia. Era apenas a segunda copa dos turcos, mas o time era muito forte que contava com nomes como Hakan Şükür, Rüştü Reçber, Hasan Şaş entre outras feras.
Ronaldo marcava o primeiro de muitos gols na copa. (Band
O Brasil começou o jogo com Marcos – Roque Júnior – Lúcio – Edmílson – Cafú – Roberto Carlos – Gilberto Silva – Rivaldo – Juninho Paulista – Ronaldinho – Ronaldo. Apesar do bom time, a seleção iniciou a partida bastante nervosa, e a Turquia mostrava sua força e não se intimidava. O primeiro tempo foi bem equilibrado, porém, aos 47 minutos, Hasan Şaş abriu o placar e surpreende Ulsam e todo o mundo já que a classificação para a copa foi sofrida e Felipão era contestado a cada minuto.
Alpay derruba Luizão fora da área. (UOL)
No segundo tempo, o Brasil melhorou e foi a luta, logo aos 4 minutos da etapa final Ronaldo empatou para os brasileiros, jogadores e comissão técnica respiravam aliviados.
A Turquia se defendia bem, Mesmo com a seleção de Felipão dominando o duelo, o técnico brasileiro mandou Vampeta, Denílson e Luizão pro jogo, os jogadores entraram bem e num lançamento, Luizão levava a bola rumo ao gol quando foi derrubado pelo turco Alpay fora da área, mas o enrolado árbitro sul coreano Kim Young-Joo marcou pênalti e ainda expulsou o turco. O Brasil tinha a chance a seus pés e Rivaldo não decepcionou, o camisa 10 virava e dava início ao grande momento de sua carreira vestindo a amarelinha.
Rivaldo se contorcendo após lance curioso. (Cella)
Um fato curioso no jogo foi quando o zagueiro turco Ozalan jogou a bola para Rivaldo cobrar o escanteio e dar sequência ao jogo, a bola tocou na coxa do brasileiro que caiu como tivesse sofrido uma agressão no rosto, o pior de tudo no lance bizarro foi mais uma vez o árbitro, que expulsou o defensor (Após a copa, o meia brasileiro foi multado pela FIFA por conta do lance). O Brasil vencia a Turquia por 2 a 1 e dava inicio a sua jornada rumo ao penta na copa da Coréia e Japão, vitória que deixava os torcedores esperançosos.
O próximo adversário brasileiro era a China, uma seleção sem nenhuma história no futebol, que realmente fez jus a sua história e foi massacrado pelo Brasil. Tudo sobre o segundo confronto da nossa seleção no dia 8 de junho, quando completará dez anos do jogo. Vale a pena ficar ligado.