sábado, 26 de maio de 2012

UFC 146: Balança pra que te quero....


O UFC está de volta à Tribuna do Cisco! Depois do evento do Japão, o vagabundo que é responsável pelos posts do UFC teve alguns problemas como uma viagem que coincidiu com o UFC 145 (Jones x Evans) e não deu a devida atenção, além de estar com o PC quebrado.
"Que orelha mais suculenta" Mike Tyson (globoesporte.com)
                                                

Mas, agora é hora de focar no evento. A luta será realizada em Las Vegas, a casa mundial das apostas e de grandes eventos da história da luta. Vale lembrar que Vegas “roubou” o UFC do Engenhão, que terá o aguardado confronto entre Silva e Sonnen, e que foi nesse mesmo recinto que Myke Tyson resolveu provar a antropofagia com Evander Holyfield. O Boxe vivia o seu grande momento e tínhamos transmissões na televisão aberta para acompanhar os grandes duelos da “nobre arte”, todavia para a alegria de Dana White, hoje os tempos são outros. O MMA cresceu, virou popular e agora é assunto de mesa de bar.

O maior evento entre pesos pesados de toda história! (redux.com)
O UFC 146 terá cinco lutas principais, todas elas envolvendo confronto dos pesos pesados. O brilho do evento foi um pouco ofuscado devido ao desrespeito do competidor (deveria falar atleta, mas a conduta do mesmo não é digna de um atleta) Alistair Overeem, quando foi pego no doping com APENAS 14 vezes mais testosterona do que o permitido. Como estamos falando da categoria com menos talentos do UFC, Dana White teve de chamar seu melhor quebra-galho: Frank Mir. O duelo entre Cigano e Overeem gerou muita expectativa entre os fãs do MMA por ser um combate entre o melhor boxeador do MMA (Cigano) contra, para muitos, o melhor “trocador” (Overeem). Bem, isso não ocorrerá neste sábado. Mas vou deixar para falar diretamente sobre o confronto nas previsões. Esse é o maior evento de pesos-pesados da história do UFC e está com um card maravilhoso.

Os destaques vão além dos pesos pesados! No card preliminar, teremos vários ótimos duelos, como o grappler Jason “Mayhem” Miller que tenta apagar sua última apresentação contra C.B. Dollaway. O controverso Dan Hardy vai lutar pela sua sobrevivência no evento contra Duane Ludwig, lembrando que o britânico vem de quatro derrotas desde que perdeu para GSP. Além dessas duas ótimas lutas, teremos três brasileiros lutando no card preliminar. Glover Teixeira fará sua estréia no UFC enfrentando Kyle Kingsbury, que já derrotou Fábio Maldonado numa decisão questionável. Hoje ocorrerá a estréia oficial de Diego Brandão, o vencedor da última versão americana do TUF. Diego ganhou muitos fãs pelo Brasil devido ao seu estilo agressivo e encarará o americano Darren Elkins, que possui boas habilidades no chão. E, por fim, Edson Barboza continuará sua peregrinação em busca do cinturão do UFC duelando contra o duríssimo Jamie Varner. Barboza ganhou muito destaque no Brasil após o lindo nocaute no último UFC Rio e terá um adversário ex-campeão do WEC, será um bom teste para o Brasileiro.

Agora vamos ao card principal e meus palpites. Meu saldo no último foi de apenas três acertos em sete apostas. Mas eu vou melhorar porque eu sou porrada.

STEFAN STRUVE X LAVAR JOHNSON

Stefan Struve é o lutador mais alto do UFC, com 212 cm, o que deveria fazer dele um cara com uma boa envergadura para trabalhar seu jogo em pé. Mas, na verdade, Struve não é um bom trocador, mas possui boas habilidades no chão. Seu oponente é exatamente o contrário. Mesmo sendo 20 centímetros mais baixo, Johnson causa muito mais danos na luta em pé, tendo um bom poder de nocaute. A chave para a vitória está clara, se a lutar for para o chão, imagina-se que o “Arranha-céu” vença a peleja. Se for para um combate em pé, o americano terá vantagem.

PALPITE: Struve por finalização no segundo round.

STIPE MIOCIC VS SHANE DEL ROSARIO

Se há um duelo que tudo pode acontecer será esse, a segunda luta do card principal. Dois invictos, dois trocadores, dois nocauteadores. Miocic, que possui ascendência croata, é um excelente boxeador e está invicto no MMA, tendo apenas uma vitória por decisão. Rosario não fica atrás, é mais experiente que o desafiante e também não sabe o que é derrota no MMA, tendo 11 vitórias (sendo 10 ainda no primeiro round). Rosário tem mais experiência que seu adversário, mas já foi nocauteado quando ainda disputava torneiros de kick-boxing, ou seja, Miocic tem punch suficiente para levar qualquer um à lona. Gostaria de lembrar que o brasileiro Gabriel Napão estava escalado para este confronto, mas se machucou durante sua preparação.

PALPITE: Rosario por nocaute no primeiro round

ROY NELSON VS DAVE HERMAN


Um exemplo de peso-pesado (sagacombat.com)
Um dos lutadores mais carismáticos entrará no octógono mais uma vez. Roy Nelson (e sua pança) é o símbolo de que gordinhos também sabem lutar, apesar de Dana White estar sempre criticando a forma física do Big Country. Nelson tem um bom jiu-jitsu e um queixo excelente, pois desde que entrou no UFC, nunca foi nocauteado. Seu adversário é Dave Herman, um bom trocador, com 15 vitórias por nocaute, mas que vem de duas performances péssimas. Tecnicamente falando, creio que essa será a pior luta da noite, mas não será entediante.

PALPITE: Nelson por TKO no segundo round.





CAIN VELASQUEZ VS ANTONIO SILVA

A Paraíba será representada por Antônio Silva (bol.uol.com.br)
 O Co-main event da noite será ótimo. O ex-campeão Cain Velásquez terá seu primeiro duelo desde a perda do título para Cigano. Essa é a única derrota de Velásquez que, para mim, continua sendo o adversário mais perigoso de Cigano. O adversário de Velásquez é estreante no UFC, Antônio Pezão. Ele foi campeão do extinto Elite XC e derrotou Fedor Emelianenko (para mim, o maior lutador de MMA de todos os tempos), possui um bom jogo em pé por ser faixa preta em Karatê e é faixa preta em Judô e Jiu-Jitsu. O grande problema para Pezão é seu queixo, que é bem frágil - isso ficou bem claro na derrota para Cormier. Velásquez é um Cormier mais alto e mais pesado, se Pezão quiser vencer essa luta, terá de ser amarrando o americano no chão, o que acho uma tarefa dificílima para o paraibano.

PALPITE: Velásquez por nocaute no primeiro round.

 JUNIOR DOS SANTOS VS FRANK MIR

Foto oficial do evento (fighthubtv.com)
 A última luta da noite trará o campeão Junior dos Santos contra o algoz de Rodrigo Minota, Frank Mir. Mir, que possui o melhor jiu-jitsu da categoria, terá que usar essa ferramenta se sonha em vencer o brasileiro. O grande problema é que a luta começa em pé! E ninguém no UFC conseguiu pôr Cigano para baixo. JDS possui o melhor boxe do UFC, isso é inquestionável. Tem um preparo físico excelente e não se sentiu ameaçado em nenhuma luta sua no evento americano. Sua única derrota foi por finalização, que é a grande arma de Mir. Entretanto, sua defesa de quedas anda afiadíssima.

PALPITE: Dos Santos por nocaute no primeiro round.