domingo, 15 de abril de 2012

Eis que surge outro alemão


Aconteceu, nesse fim de semana, o 3° GP da temporada 2012 da Fórmula 1. Mas quem esperaria que o Grande Prêmio de Xangai, na China, nos reservasse tantas surpresas?!
O trio comemora por largar na frente. (Getty Images)
O sábado começou logo com uma grande zebra fazendo a pole, o alemão Nico Rosberg superou os demais com o tempo de 1min35s121, seguido pelo compatriota Michael Schumacher, já que o verdadeiro segundo colocado, Lewis Hamilton, foi punido com a perda de cinco posições por ter trocado a caixa de câmbio, fechando o trio largou Kamui Kobayashi da Sauber. Os brasileiros mais uma vez decepcionaram e Felipe Massa largou em 12° e Bruno Senna em 14°. Ainda sem conseguir repetir o sucesso da última temporada, Sebastian Vettel largou apenas em 11°.

Rosberg conquista sua primeira vitória na F1. (Reuters)
No domingo, Rosberg largou bem e conseguiu fazer uma boa prova, conquistando sua primeira vitória na carreira. Aos 26 anos, Nico é mais um alemão a fazer história na F1. Ameaçando a sua vitória, Jenson Button por pouco não venceu a prova, com um erro no pit stop, o inglês acabou perdendo a liderança e terminando em segundo. Completando o pódio, Lewis Hamilton fez novamente uma grande corrida e assumiu a liderança do mundial de pilotos com 45 pontos. O brasuca Bruno Senna terminou na sétima colocação fazendo mais uma boa corrida, o mesmo não se pode dizer de Felipe Massa, que mais uma vez amargurou a 13° colocação.
A cada corrida que passa, a F1 2012 vem nos surpreendendo, com a ascensão de jovens pilotos e as habilidades de pilotos experientes. Mais uma vez mal, Felipe Massa é a grande decepção da temporada no momento.
O nosso próximo encontro é no próximo domingo, no Grande Prêmio do Bahrein. A expectativa é de novas surpresas, pois já vimos um verdadeiro milagre de Fernando Alonso, o surgimento de outro alemão dentre outras zebras que nos trás de volta o prazer e a emoção de assistir Fórmula 1.


Classificação final – GP China

1 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - 1h36m26s929
2 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - a 20s626
3 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - a 26s012
4 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - a 27s924
5 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - a 30s483
6 - Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) - a 31s491
7 - Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) - a 34s597
8 - Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) - a 35s643
9 - Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 37s256
10 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - a 38s720
11 - Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) - a 41s066
12 - Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) - a 42s273
13 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 42s700
14 - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) - a 50s500
15 - Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) - a 51s200
16 - Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) - a 51s700
17 - Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) - a 1min03s100
18 - Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) - a 1 volta
19 - Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) - a 1 volta
20 - Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) - a 1 volta
21 - Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) - a 1 volta
22 - Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) -  a 2 voltas
23 - Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) - a 3 volta

Não completou:

Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 43 voltas