quinta-feira, 8 de março de 2012

Adeus ou até logo?


Está chegando a hora, Rubens Barrichello vai finalmente estrear na Fórmula Indy. Após 19 anos de Fórmula 1, o brasileiro tomou um rumo que ninguém imaginava em sua carreira, o desafio disputar um dos campeonatos mais velozes do mundo.
Rubinho em seu auge na F1 correndo pela Ferrari. (Cristovám Aguiar)
O brasileiro boa praça, sempre dedicadíssimo, estreou na Fórmula 1 em 1993 no GP da África do Sul pela extinta Jordan, com os bons resultados e por ser um exemplo de profissionalismo, Barrichello passou pela Stewart até chegar na italiana multicampeã escuderia Ferrari. Pelos vermelhos, Rubens teve seus anos de ouro, sendo duas vezes vice-campeão mundial, infelizmente, foi ofuscado pelo brilhantismo e ótima fase do octacampeão, o alemão Michael Schumacher, que não permitiu um título sequer ao brasuca. Nos tempos de Ferrari, sofreu com o jogo de equipe que sempre favorecia o alemão.
Pela Williams, Rubens correu durante  2 anos. (Rubens Barrichello)
Após boas temporadas na escuderia, Barrichello trocou a Ferrari pela japonesa Honda. Com fracos carros e afundando nas finanças a Honda foi vendida e virou Brawn GP, do xerifão Ross Brawn, na equipe Rubens obteve bons resultados e voltou a disputar um título, porém, Jenson Button sagrou-se campeão em 2009 e Rubinho terminou em terceiro. Brawn virou Mercedes e mais uma vez Schumacher atrapalha os planos de Rubinho na F1, o brasileiro foi parar na Willians. Na escuderia britânica, ele não obteve tanto sucesso e no ano passado terminou sem contrato para 2012 e acabou acertando para correr na Fórmula Indy.
O ano será crucial para Rubinho que, passa de um experiente piloto da F1 para um “novato” na Indy, ele correrá na KV Racing e se mostra muito motivado para uma temporada recheada de surpresas que o esperam. Tony Kanaan, parceiro de Barrichello na equipe, falou sobre a expectativa de ver o brasileiro correr na Indy, “Ele só tem a somar. Tenho um respeito muito grande por ele. Na verdade, ele vai me fazer acordar cedo e pensar: ‘Hoje vou tomar pau se não andar certo’. Quero correr contra os melhores. Se eu tiver que perder, vai doer menos perder para ele. Vou ter uma satisfação muito grande”, disse Kanaan, durante a coletiva do anúncio oficial de Rubinho.
Barrichello em sua nova fase, a Fórmula Indy. ( Twitter oficial da KV Racing)
Com 39 anos de idade e 19 de F1, Barrichello não deixou claro se um dia poderá voltar a F1, mas sempre deixou claro que seu sonho era completar 20 anos no maior torneio automobilístico do mundo. O fato é que o desafio de Rubinho na Fórmula Indy é de mostrar a que veio e com o excelente profissionalismo, acredito que o brasileiro possa fazer uma grande temporada e se firmar também no campeonato americano.
Mas aí fica a dúvida, Rubinho um dia voltará a F1? Esses são os capítulos de um livro que só o tempo vai terminar de escrever.

Ficha técnica de Rubens na Fórmula 1:
         
         Temporadas: 1993-2011
Equipes: Jordan, Stewart, Ferrari, Honda, Brawn e Williams
GPs disputados: 326 (322 largadas)
Títulos: 0
Vitórias: 11
Pódios: 68
Pontos: 658
Pole positions: 14
Voltas mais rápidas: 17